REDESCOBRIDORES DA ALMA!

sábado, 23 de julho de 2016

Mudas Metáforas By Patrícia Pinna



Nem sempre as metáforas verbalizam, soam
O que pretendo passar nas linhas da poesia
Elas são livres, independentes e voam
Em céus límpidos e donas de si, sem parceria

Percebo que a mim não pertencem, possuem vida
São emprestadas num generoso momento
Fértil da criação em várias mãos, não rejeito
Montam versos com significados compreendidos
E incompreendidos na diversidade da alma, aquecidos

Sorvo suas intenções de forma subserviente

É a minha digital de naturalidade proveniente
Vez em quando ofuscada em sua solidão
Lugar de encontro refletindo sobre a existência
Desfazendo-se os nós de preocupante tensão

Quero limpar a minha mente

Aliviar, tornar virgem a retina
Esvaziar a pretensão em surdina
De qualquer coisa desconexa e indiferente

Estou na teia presa da invisibilidade, amargor

Já passei da tenra idade, contudo, sinto nas palavras
O amor possuidor de linda habilidade, estradas
Acalentando meu próprio eu desertor!


Autoria:  Patrícia Pinna
Vídeo: You Tube
Imagem: Internet



26 comentários:

  1. Olá,
    Maravilha de poesia!!
    Adoro metáforas e você foi muito feliz em escolher esse título para essa maravilhosa poesia!!
    Parabéns!!
    O BLOG DO PARCEIRO está sempre apreciando o talento.

    http://josenidelima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Boa Tarde, querida Patrícia!
    Um poema inspira sempre belos e profundos versos do coração inebriado por ele...
    A imagem é bela!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  3. Carimba, que o gol foi legal! Gostei, um poema firme e verdadeiro.

    beijo na alma

    ResponderExcluir
  4. Imagem linda e inspiradora!
    "Mudas Metáforas", sim, são mudas e somente a alma a percebe em cada sutileza!
    Amei ler por aqui amiga poetisa sensível!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  5. Que maravilha!!!!
    Metáforas mais que perfeitas.
    Você faz poesias como ninguem,verdadeiras, suaves e penetrantes.
    Amo muito saborear desse deleite.
    Talentosa demais.
    Rosa Valverde sua fã.

    ResponderExcluir
  6. Poema soberbo, em conjunto com uma imagem poderosa!

    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. A ambiguidade das metáforas sempre inatingível... Cabe ao poeta deixar que voem na disputa pela afirmação que se oculta em casa verso.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. OI PATRICIA!
    A POESIA NOS POSSUI EM SUAS TRAMAS E VAI TECENDO SEM NOSSA APROVAÇÃO VERSOS, EM CUJAS METÁFORAS EXPLODEM NOSSAS INSPIRAÇÕES.
    LINDO, AMIGA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Creio que o seu segredo para fazer tão boa poesia, será mesmo "tornar virgem a retina". Uma das mais belas e inteligentes metáforas que li nos últimos tempos.
    Excelente poema, querida amiga, gostei imenso. Parabéns por mais esta pérola poética.
    Patrícia, tem um bom domingo e uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Metáforas,fazem parte de todos os meus poemas,acho que sem elas não saberia descrever as minhas inspirações,vivo cada palavra em dueto com metáforas,assim como sol que sorri quando o dia inicia o seu amanhecer.
    Adorei Patrícia.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  11. Boa noite, inestimável poeta !!!!

    As metáforas são elementos sensíveis que dão um sabor ainda mais esplêndido para o corpo do poema , nesse sabor a metáfora é o tempero . E fazendo uma metáfora da própria metáfora : seria como uma paisagem verde cujo sol é belo , porém , este sol e este verde não existem , uma vez que estamos em quarto fechado . A metáfora é assim , nos faz abrir horizontes que existem em nossas almas e o cérebro aceita e assim a pintamos.

    Sobre o vosso maravilhoso poema

    " Percebo que a mim não pertencem, possuem vida
    São emprestadas num generoso momento
    Fértil da criação em várias mãos, não rejeito "

    Ainda bem que vc não os rejeitam , pois você foi agraciada com o dom e és o instrumento da poesia. Para as metáforas se manifestarem , precisam ,portanto, de uma alma que seja infinita ( e nem todas as almas são assim ), já a tua é tão infinita que o sol brilha e a lua clareia numa junção de amor sem parar .Gostei muito desses versos citados.

    Você é o instrumento das metáforas ...você pinta a própria solidão e a água do mar transforma-se em lágrimas , pois tu és a escolhida da poesia . O teu desertor és POETA !

    ResponderExcluir
  12. Vc nao faz poesia, vc é a propria poesia, ela brota com facilidade de ti...belissimo poema...como sempre...

    Beijos, Patricia...

    ResponderExcluir
  13. As metáforas dão mais cor e forma ao que se quer dizer e no contexto de seu poema tem vida própria e viaja ganhando o mundo! Maravilha amiga Patrícia Pinna! Bom dia e abençoada semana! Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  14. As metáforas dão mais cor e forma ao que se quer dizer e no contexto de seu poema tem vida própria e viaja ganhando o mundo! Maravilha amiga Patrícia Pinna! Bom dia e abençoada semana! Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  15. "Já passei da tenra idade, contudo, sinto nas palavras
    O amor possuidor de linda habilidade, estradas
    Acalentando meu próprio eu desertor!" Lindíssimo, com metáforas e tudo...
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  16. Que bom ouvir Metáfora aqui, já viajei muito por esta bela música do Gil e seu poema espelha bem o que é o uso da linguagem, onde o eu deixa espaço para que o todo se manifesta ainda que haja deserto, há sempre um elemento que dá vida e sabor, isto é poesia, inspiração, canto da alma.
    Parabéns amiga pela linda partilha.
    Uma semana abençoada coberta de amor e carinho e que possa inspirar muito mais poesias.
    Abraços.
    Bjs da paz.

    ResponderExcluir
  17. Muito bem, Patrícia. A metáfora é a bandeira, o emblema do poeta, mas é muito mais do simples metáfora, já que a palavra metáfora sugere algo pseudo, meio irreal, mas é a forma que o poeta tem de ser visto, de falar de si. Eu também mudo de metáforas durante a vida, só uma, a principal é intocável:a própria poesia.

    ResponderExcluir
  18. Por trás das metáforas , segredos e mistérios.
    Linda poesia e a música que a completa.
    bjs

    ResponderExcluir
  19. Através das metáforas, revelamos novos sentidos. Lindo poema!
    Ótima semana. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  20. Boa noite querida amiga de bela alma!
    Às vezes não sabemos de onde vem a inspiração...pode vir de experiências há muito vividas e curtidas ao longo de anos, pode vir de nossas antenas captando este mundo ou outros mundos...mas como você belamente disse, é preciso "tornar virgem a retina Esvaziar a pretensão em surdina" e deixar que a ideia e o sentimento brotem e vicejem, sem que pretensões egóicas os mutilem antes mesmo de ver a luz.
    Uma linda semana para você!
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  21. Bom dia querida amiga como poderia de deixar estar presente neste cantinho cheio de encanto ,um momento cheio de sentires que brota de um coração que respira a delicadeza da vida ,muitos beijinhos no coração ,me desculpe pelo atraso ao qual sou alheio .

    ResponderExcluir
  22. Bom dia minha querida!
    Não importa a idade, dons são natos e mesmo que fiquem trancados, em determinados períodos, explodem!
    Belo poema. As metáforas são mesmo independentes, brincam com os pensamentos de quem as lê, dando várias interpretações.

    Obrigada pelo carinho com meu trabalho.
    Que sua semana seja maravilhosa.
    Abração esmagador.

    ResponderExcluir
  23. Boa Noite, Pat. As metáforas são vozes da alma, o licor dos deuses. Um modo multifacetado de se expressar. Ganham vida própria, aparência, ciência, de quem as lê, uma roupa flexível , maleável, que se adapta a quem usar. Segue rumos di(versos), ad(versos) de quem lhes deu vida própria, quem as produziu, soltou-as do limbo do inefável, como cavalos selvagens pelo mundo afora, sem rumo, indomáveis. Ora afáveis, ora irredutíveis a quem quiser montar. Metáforas são diamantes entre cacos de vidros, arranjos floridos, democraticamente tudo aquilo que se compreende, e é subentendido, sem exatamente ser o que se queria ser dito, meta a alcançar. Beijos. Obrigado pela visita, volte sempre.

    ResponderExcluir
  24. A metáfora muitas vezes vem para sublinhar sentimentos e pensamentos.
    Linda poesia e imagem.
    Um abraço,
    Sônia

    ResponderExcluir
  25. As metáforas dão beleza, mistério, elegância aos versos na medida certa. Você é demais, sabia, amiga? Sempre ótima, criativa.
    Beijo, até mais!

    ResponderExcluir
  26. Parabéns, Patrícia, pelo seu belo
    e singular poema.
    Abraço.

    ResponderExcluir

A verdade está em mim, sou amante dela com todo o fervor, e desse modo peço que todos que aqui passarem, comentem com a alma, com paixão e verdade, deixando a sua opinião particular e individual, afinal, somos seres únicos com visões diferentes!
Que a alma de cada um de vocês transborde nesse espaço tão meu, tão nosso!
Obrigada e beijos na alma!!!!!!!!!!

Patrícia Pinna.